Processos malsucedidos e os impactos na comunicação

@grupoComunicarte

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Desde que a Comunicarte surgiu, lá em 2013, a gente já mudou a apresentação da empresa por várias vezes. Mas tem um slide, esse aqui, que a gente até muda o estilo, as cores, dá uma renovada… Mas não abandona o conteúdo, a informação contida nele de jeito nenhum.

O dado é de uma pesquisa feira em 2007 e é alarmante: para 76% das empresas, a falha na comunicação é o principal motivo para os projetos de uma empresa fracassarem. O levantamento foi feito pelo PMI (Project Management Institute Brasil), com 300 empresas de grande porte. O problema de comunicação identificado ali foi enorme e impactou muitas empresas. E, desde então, gerou mudanças de cultura, de investimento e do modo como os líderes enxergam a comunicação dentro da empresa. Até porque é bem difícil discutir contra números de uma pesquisa séria não é verdade?

Os problemas de comunicação foram assim gritantes e colocados em primeiro lugar, disparado. Mas o que impactou ainda mais essa história toda foram outros inúmeros problemas causados também por falhas na comunicação, mas identificados com outros nomes, outras formas de falar… De tentar explicar porque projetos dão errado.

Vou te dar um exemplo: 71% das empresas citaram o não cumprimento de prazos como fator no fracasso dos projetos. Ou seja, a empresa contratada prometeu um prazo e não cumpriu: será que isso é só falta de organização ou de alinhamento, uma conversa boa mesmo, lá na reunião inicial?

Quer ver outro ponto de comunicação pura, mas apontada com outro nome lá na pesquisa: 70% culpam as constantes mudanças de escopo. Ou seja, a empresa promete entregar uma coisa e entrega outra. De novo: isso é alinhamento mal feito, é ruído puro de comunicação.

Eu gosto de citar essa pesquisa porque ela foi feita no Brasil e porque a amostragem é grande: afinal são 300 empresas. Mas, claro que acompanho todas as outras que são publicadas. E passa ano, entra ano, e o percentual de problemas de comunicação continua lá em cima. E os prejuízos também!

Espero que tenha gostado. Conta pra mim qual é o nível de problema de comunicação na sua empresa. É sempre bom conversar!

Marcelo Hespaña
Head de Negócios

Se inscreva na nossa newsletter!

Receba nossas novidades no seu e-mail.

Mais conteúdos

Michelle Sampaio

Agora é com a gente!

Você já parou para pensar o quanto você é importante? E não é importante apenas para as pessoas que te amam, pai, mãe, filho, amigos

Quer conversar sobre a comunicação da sua empresa?

Entenda como o Grupo Comunicarte pode te ajudar!